sino

sábado, 10 de julho de 2010

Capitulo 1 - ela

O murmúrio das águas do lago agitadas pelas carpas vermelhas soa como música divina...
Sentar ali todas as tardes depois do almoço leve e revigorante, inspirado nas regras da culinária vegetariana, tem sido um programa delicioso.
A paisagem das montanhas cobertas pela mata ainda preservada em contraste com a belíssima construção do templo, reanima.
O som dos sinos, dos gongos e dos risos dos jovens monges reverberam e a fazem sorrir.
Está ali como visitante. Não é a primeira vez e as muitas visitas, iniciadas há mais de 30 anos quando ainda era uma jovem e rebelde "pesquisadora" dão à ela livre acesso a todos os pontos do mosteiro, respeitando claro, horários e a privacidade alheia.
Aquele lugar, lhe renova as energias, dá lucidez para os pensamentos e forças para retomar o dia a dia, que definitivamente não lhe cai bem.
As meditações e orações diárias e constantes são para ela ferramentas bem vindas de auto controle, e embora não seja um membro daquela comunidade, não deixa de participar.
Quanta coisa já aconteceu desde que esteve aqui pela primeira vez! Aquelas flores silvestres e delicadas são testemunhas de cada ato, fato e pensamento que inspiraram.
Muito conhecimento acumulado. Para que? Em busca do que? Respostas. Sentido para a vida. Um modo melhor de viver.
Hoje ela sabe que tudo isso é bobagem, quer viver bem? Apenas faça-o. Ninguém precisa de explicações para isso. Mas esta forma de pensar, não é comum. Há milhões de perguntas rodando o mundo, a vida, durante milhões de anos, nunca vai acabar. Ou você para, e acha seu ponto (seja ele qual for) ou vai girar junto com a Terra pela eternidade...
Além do que, hoje ela até acha que conhecimento demais atrapalha! E este pensamento a faz sorrir novamente... Se não tivesse buscado certas respostas..... Teria reagido como qualquer um. Com raiva, alegria, espanto, qualquer coisa que não fizesse com que as pessoas a olhassem como se fosse um ser de outro planeta. Como as personagens dos livros que a acompanham a qualquer lugar e que falam daquele mundo do qual ela parece fugir. Porque diabos está ali, naquele paraíso, carregando um livro que conta estórias sobre os tempos da guerra fria? Só sorrindo mesmo....
O som que chama de volta aos recintos de meditação soam ao longe junto com um leve ruído de carros que passam pela estrada tão perto e ao mesmo tempo tão distante dos que estão ali.
Amanhã, ela promete a si mesma, ficará aqui sem distrações, apenas trazendo de volta à lembrança sua história pessoal, deus desfechos ... e assim fará até o dia que conseguir se desvencilhar de suas consequências.
Um dia ela chegará ao equilíbrio entre o mundo que idealiza e a realidade do material, do vil metal e das injustiças do mundo. Sem explicações, apenas continuando a viver.
E em alguns minutos chega àté sua almofada de meditações para mais uma sessão.

16 comentários:

  1. Nooooossa.Arrasou como sempre,tem o dom.Respostas, sentido pra vida!Parabéns!!

    ResponderExcluir
  2. Desejo que o primeiro seja o primeiro de muitos primeiros e que todos levem a seus respectivos últimos, num circulo sem fim de começos e recomeços de infindáveis sucessos, seja lá o que for que isso signifique para você
    @tecniseg

    ResponderExcluir
  3. Como assim ... Você disse que não sabia se iria conseguir...Arrasou...perfeito...Sucesso sempre! Beijos

    ResponderExcluir
  4. Parabéns! Belo texto!

    Estou seguindo o seu BLOG. Por gentileza retribua seguindo o meu: www.marcossilverio.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Parabéns amiga, belo texto, belo começo, tenho a honra em estar entre seus amigos e seguidores. Blog já é um sucesso.

    ResponderExcluir
  6. Que coisa linda! Parabéns pelo talento com as palavras e emoções!

    ResponderExcluir
  7. Que legal conhecer seu blog. Serei mais um assíduo leitor. Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Não me canso de repetir que sinto-me privilegiada por ter conhecido pessoas especiais na minha trajetória. Obrigada por fazer reforçar que ler é um prazer.

    ResponderExcluir
  9. Estou curtindo mt. Parabéns !!!

    ResponderExcluir
  10. Querida,o seu texto parece que foi escrito pra mim!estou passando exatamente esse momento...voce foi linda como sempre é,bjos Regina.

    ResponderExcluir
  11. "Muito conhecimento acumulado. Para que? Em busca do que?"
    "... quer viver bem? Apenas viva!"
    Muito bom!

    ResponderExcluir
  12. Já estou seguindo!! E esperando vc no meu
    http://mineiridadeempencas.blogspot.com.
    Vá em frente!! BLZ

    ResponderExcluir
  13. Parabéns por este espaço.
    Vosso texto está a cada dia mais atraente e envolvente.

    Parabéns

    ResponderExcluir
  14. Parabéns, excelente início.
    Estou esperando pelo próximo capítulo.
    Quando der dê uma olhada no meu blog: http://cidocanews.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. "O murmúrio das águas do lago agitadas pelas carpas vermelhas" - SP/PE
    "A paisagem das montanhas cobertas pela mata ainda preservada em contraste..." - SP/SE
    ;)

    ResponderExcluir